(a)Normalidades Digitais

A internet não tem culpa da natureza humana, devo me acostumar com isso.

Para quem já estudou em uma escola estadual sabe o quanto as pessoas simplesmente não ligam. Não lêem, não se interessam por nada que não for “jogar futebol” e “catar menininhas” (ou arranjar briga).  Alguma eventual notícia (que não seja algo extraordinariamente sem sentido como o caso da Eloá ou qualquer outra tragédia sensacionalista) só desperta interesse nesse semi-acéfalos se é algo que ‘cai na prova’. E olhe lá. 

Particularmente não os culpo. É ótimo não pensar, não ter o que fazer e refletir, só pensar em se esfregar com garotas e com garotos (futebol é esfrega-esfrega também…só que não é gay, acho). É fácil e não gasta a massa encefálica e dinheiro. Porém temos o problema de ser facilmente manipulados. E isso sempre me incomodou. 

Então, eu que sempre fui um nerd perna de pau, digo, garoto que não pega ninguém, digo, desinteressado por essa (falta de) cultura, me interessava por novidades e blábláblá. Foi por isso que trabalhei e estudei, queria ser alguém que soubesse pensar sobre o que alguém poderia querer dizer com tais palavras. Claro que foi em vão, mas deixa pra lá

Ao ‘adentrar’ no mundo digital, descobri várias ferramentas diferentes e facilitadoras. Todo esse blábláblá que a internet te dá e todo mundo já sabe. Ela te auxilia a buscar conteúdos com vários pontos de vista diferentes e meio que te da uma liberdade para falar as merdas que quiser o que você pensa sem medo de muita represália. 

Porém, ao ver muitas coisa (das quais eu faço parte, como esse blog, o twitter, Orkut e derivados) vejo que o problema não era que aqueles garotos não queriam pensar pois não tinham condições, vejo que eles não queriam pensar pois é confortável, é da natureza humana.

A quantidade de lixo na rede é monstruosa. Nós gostamos de utilizar ferramentas sem pensar no essencial: o conteúdo. Absorvemos qualquer bosta que nos jogam, ficamos preocupados em postar conteúdos que ninguém lerá. Somos um zero à esquerda, humanos. Porém agora digitalizados.

 Santificada seja a inclusão digital!

~ por airomunhoz em dezembro 9, 2008.

3 Respostas to “(a)Normalidades Digitais”

  1. Santificado aquele que percebe a existência de conteúdo, e utiliza uma ferramenta como mero caminho para tornar o conteúdo útil!
    Digo isso Airo, pois vale a pena ler o que tu escreve!

  2. Muito bom o blog.
    Adorei o texto.
    O foda ainda é saber que nosso governo ajuda quem não quer pensar e não quer estudar.
    Sempre que paro para pensar vejo que, em partes, não vale a pena estudar ( tirar diploma de doutorado, ou coisa assim ), a menos que você já seja rico e possa fazer com seu pai pagando.
    Mas se você for fazer na raça, vai se foder para caramba, ter um subemprego para sustentar o estudo ( e subexistir porque o custo do estudo é alto ), enquanto que qualquer cara que “não pensa” tem um subemprego igual ao seu… e o que você gasta no estudo, eles gastam em cerveja…

    é duro

  3. É, meu amigo, vai se acostumando, daí vai pra pior.
    Antigamente, quando havia mais respeito (pelo próximo, principalmente) ainda se conseguia adquirir algum conhecimento dialético. Hoje, tudo zero à esquerda. Encontrar alguém com “alma” hoje em dia é motivo de júbilos para os anjos.
    Bom trabalho!

    http://www.osvaldofotoart.wordpress.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: