Despolitização

Antes de começar, adendo ao post de ontem, que eu esqueci de por:

Pessoal do TSE, inteligencia, comofas//

Vocês não querem poluição na rua, mas não a permitem online?
Restringem a divulgação a um site por candidato, não podendo ter orkut, twitter e o caralho-a-quatro, mas santinhos enfiados até no cu da cidade espalhados pela cidade toda pode?

Realmente, entendo a lógica…é mais fácil limpar a cidade do que a internet né? exige muito menos tempo, dinheiro e saco, tirando o fato do que poluir o limitado espaço da internet causaria um congestionamento na rede mundial de computadores né?

falo nada.

TSE

TSE

Agora siiim:

Parte II – Sunday Morning

Se o político não me respeita, não vou respeitá-lo…Mas não posso ser exigente depois do que vi domingo.

A eleição em si não se leva a sério, acreditem em mim, eu estava lá em tempo integral: me fodi tive a sorte de ser mesário. (pois sem eu lá, as eleições não seriam possíveis. pffff)

A palhaçada já começa antes. Uma hora antes: Procedimentos desnecessários para pegar e instalar a urna.

Caraleo, custava deixá-la lá em cima já? ou alguem ia entrar de noite numa escola, invadir o sistema primitivo (Quem ainda usa disquete?) e alterar os resultados antes do começo?
[Mesmo que o fizerem, não adiantaria. Na minha opinião os políticos já sabem quem vai ganhar, já esperam um resultado com pouquíssima variação. (Espero REALMENTE que um dia isso não se confirme. Ai sim vai ser um dia que eu me interessarei pela política)]

Depois de ficar uma hora sem absolutamente nada pra fazer, pois os 21321354,387541 milhões de formulários estavam sendo assinados pela presidente da mesa, a putaria eleição começa.

Quem trabalha na eleição costuma comentar que ela vale pelas pessoas que você conhece e pelas coisas engraçadas. Eu acho que não vale nem por isso, mas vou colocar dois casos pequenos aqui, só pra dar o gostinho de ridiculariedade da parada:

1. Uma fiscal passou no corredor gritando ‘eu quero um adevogado! eu exijo meus direitos!’
Tudo porque uma pessoa não terminou os votos, ela entrou na sala pra ver o que tinha acontecido e não podia, a presidente pediu pra ela sair, ela se recusou, a presidenta chamou a fiscal do corredor que a retirou da sala.
Um delegado e dois advogados depois, o resultado foram algumas fotos pra por no jornal. Provavelmente um tendencioso e de baixa qualidade.

2. Uma mulher irrompe na sala. Shorts amarelo, camiseta branca, óculos-gatinha amarelo. gigante. bêbada.
‘-o título por favor?’
‘-oi? ahn, to essa merda’
procedimento para liberação
‘-pode votar senhora
‘-oi? votar? ali?’ aponta para a urna.
‘-sim senhora’
caminha até a urna, cambaleia e se joga na cadeira
aperta os números, olha a foto, confirma.
aperta os dois últimos números, olha a foto e declara:
‘-XYZ(nome do candidato), TE AMO MEU AMOR!’ e dá um beijo na urna eletrônica.
Quase fiz xixi na calça de tanto rir.

Óculos de Sol de Gatinha

Óculos de Sol de Gatinha

Outras ridicularidades aconteceram, mas não quero reviver um dia de ódio novamente…

Acho que no fim das contas ser despolitizado é a melhor saida. Votei nulo.

~ por airomunhoz em outubro 7, 2008.

5 Respostas to “Despolitização”

  1. Vlw!!!

  2. […] e do bom website deveria servir como exemplos para os acéfalos do TSE brasileiro, como dito aqui. Mas o ponto mais importante (e legal) que o candidato score foi o da arte e […]

  3. Adorei tudo!

  4. Comenta mais sobre os oculos de Gatinha eu quero comprar um , mais nao sei de qual cor , colaca mais figuras ?

  5. Eu compraria um rosa pra você

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: