Trending Topics que abaralaram o mundo (mas só até a novela começar)

•abril 2, 2012 • Deixe um comentário

Todo usuário de rede social já esbarrou, pelo menos uma vez na vida, em algum “revolucionário de sofá”. São aquelas pessoas que tentam mudar o mundo a cada abaixo assinado, vídeo compartilhado no Facebook e nova hashtag. Seja ela extraordinária ou mais um burburinho da semana.

As redes sociais ganharam caráter democrático, e é indiscutível que sejam esferas de discussão pública. Não há, hoje, maneira melhor de expressar as revoltas contra tudo o que está errado e fazer com que seu vizinho fique sabendo da polêmica, muitas vezes colocada pra fora das pautas das grandes mídias. Porém, na maioria das vezes, se não em todas as vezes, as revoltas são apenas “fogo de palha”, transformadas em cinzas em menos de uma semana.

Caso você tenha tirado um cochilo nesses últimos dois anos e nenhum ruído de balbúrdia digital tenha invadido o seu quarto, esse texto é uma pequena retrospectiva dos principais Trending Topics do Twitter que tentaram mudar o mundo. Ou, esse texto também é para você, revolucionário de carteirinha, que esqueceu de empunhar a bandeira esquerdista quando surgiu uma foto de um gatinho fofo, ou um meme novo que resume a sua vida.

Imagem

SOPA e PIPA

Pra quem ficou com preguiça de jogar no Google, SOPA e PIPA são projetos de leis antipirataria nos EUA que, quando aprovados, afetariam toda a maneira como a internet é feita e compartilhada. Deu um grande rebuliço e até o Megaupload foi fechado (~todos chora~). Muitos sites da internet fizeram suas manifestações e tiraram seus conteúdos do ar, na ação que foi chamada de “o apagão da web”, que aconteceu no dia 18 de Janeiro desse ano (você pode ver alguns sites aqui). E como não poderia deixar de ser, virou TT no mundo todo.

No Brasil, na tarde do dia 18, #STOPSOPA era primeiro lugar nos TTs e SOPA era o terceiro.

E aí?

A Lei ainda não foi aprovada e apesar de não ser mais TT, parece que essa “luta” ainda continua, representada principalmente pelo Grupo Anonymous, que está derrubando alguns sites importantes como protesto.

Kony2012

We are the world, we are the children…
Vamos salvar as criancinhas da África de um cara muito muito mal? VAMOS! Como?
Basta compartilhar a campanha Kony2012! Nossa, fácil assim?

Imagem

Fácil até demais! Em 08/03/2012 KONY2012 era TT Mundial e o vídeo tinha mais de 100 MILHÕES de visualizações!

No vídeo, as pessoas descobriam que Joseph Kony abduzia crianças e transformava-os em membros de um exército, que distribuía estupros e assassinatos por toda Uganda e parte da África. Você poderia ajudar a parar esse monstro divulgando o vídeo e, caso desejasse, poderia comprar um KIT de divulgação por alguns dólares. Dinheiro que ajudaria a caçar esse tal de Kony.

Porém, descobriram que além da força de Kony na Uganda ter sido dizimada, o dinheiro não serviria somente para salvar as criancinhas abduzidas e possivelmente financiaria o exercito da região, que faz exatamente o que Joseph Kony faz, ou seja, estupro e morte de inocentes.

E aí?

A Invisible Children ficou famosa, o cara que fez o filme surtou e….Joseph Kony ainda está livre.

 #ForaAlguém
#foraSarney, #forabolsonaro, #foraricardoteixeira

O povo Brasileiro cansa e pede que seus representantes saiam!

Imagem

oie

José Sarney, esse nosso querido dinossaurinho da política, está no poder do Senado há 6 anos não consecutivos (desde de 1995 até hoje), foi nosso presidente em 1985, além de ser praticamente dono do Maranhão. Acusado de nepotismo e desvio de verba pelo Estadão, pela Folha de SP e até pelo britânico The Economist, gerou um movimento que tomou a internet e até as ruas, o #foraSarney, que ficou entre os mais falados do microblog em junho de 2009.

Imagem

cabelo desarrumou

Jair Bolsonaro, militar que ocupa uma cadeira aconchegante na Câmara dos Deputados, é acusado de ser homofóbico e racista, além de ser a favor da ditadura.

#foraBolsonaro tomou o microblog durante o fim de março de 2011, depois dele aparecer no CQC polemizando assuntos delicados (vídeo acima).

Imagem

vey descobriram

Ricardo Teixeira era presidente da CBF, que controla o futebol nacional. Além disso, era membro do Comitê que organizava a Copa do Mundo no Brasil e foi exposto em várias mídias (menos a Globo) mostrando o cartola oferecendo propina, revelando como controlava a mídia de massa.

#foraRicardoTeixeira foi TT por 3 dias em julho de 2011, antes do Twitter tirar do ranking por achar que era SPAM.

E aí?

Os brasileiros parecem esquecer que vivem em uma democracia e que seus representantes são frutos de suas escolhas. A falta de critério gera escolhas precipitadas na hora de digitar os números na urna eleitoral. Quando surgem as consequências, cria-se contradição com a máxima “TODOS OS POLÍTICOS SÃO CORRUPTOS” e “ODEIO A POLÍTICA”.

O Sarney ainda tá lá, Bolsonaro também… Já o Ricardo Teixeira renunciou pra “cuidar da saúde e da família”.

Movimento Gota D’Água

Alguém se lembra da Hidrelétrica Belo Monte? Do movimento Gota D’água? Da Maitê Proença tirando a camiseta e o sutiã? Do vídeo que foi amplamente divulgado no Facebook e no Twitter?

O vídeo tem mais de um milhão e seiscentas mil visualizações só no seu canal oficial e luta contra a construção da Usina de Belo Monte que alagaria uma parte da Amazônia onde, inclusive, está localizado o Parque Nacional do Xingu.

E aí?

No fim das contas a hidrelétrica não ia destruir a Amazônia e nem poluir os rios. Não era tão cara e… Está sendo construída com previsão de começar a funcionar em 2015.

Aonde queremos chegar?

Imagem

¯|_(ツ)_/¯

A grande revolução da internet colocou-a como uma acessível ferramenta de pesquisa e, justamente por isso, não pode ser palco de julgamentos e críticas pouco embasadas, ou até mesmo de informações falsas. Podemos ainda apontar as celebridades que “morreram” mas, só na rede. Cid, o @naosalvo, mostrou na Campus Party como um HOAX (notícia falsa) se espalha. #RIPSeuBarriga chegou a ser segundo lugar nos TTs Brasil no dia 08/02/2012 e não passava de uma brincadeira.

Além disso, o excesso de informações faz com que a internet fale sobre tudo e, no fim, não fale sobre nada. O que em um dia é TT, no dia seguinte pode já ter sido esquecido. A Revolução do Sofá é mesmo nossa “long tail”, onde começa com uma explosão de interesse, logo suprimida por outra novidade.

A chamada Revolução 2.0 é importante como gatilho para as pessoas investigarem, não esquecendo que as redes sociais não são fontes confiáveis. Buscar informações e demonstrar-se indignado continua sendo importante. A cura da “revolução de sofá” não é buscar o contrário, pessoas acéfalas que se mostram indiferentes aos absurdos, e sim levar as discussões para fora da sala de estar.

Airo Munhoz para YouPix

Aberto para balanço

•dezembro 29, 2011 • Deixe um comentário

Ter um dia feliz e outro triste. Uma hora linda e outra triste. Oscilando, como subidas e descidas de uma montanha-russa. Esse parque de diversões patético que engloba esses meus sentimentos tolos e fortes de mais para controlar. Felicidade e tristeza no mesmo carrinho, subindo e descendo desgovernadamente, esbarrando em tudo e jogando um contra o outro, chocando sentimentos.

Tristeza é importante, assim como os anos ruins.
Ah, a ilusão do tempo, da divisão de anos. Do “depois desses 10 segundos é um ano novo, vida nova!”. Melhor assim, faz acreditar e quando a fé é profunda, acontece.
Peço pelo menos que aconteça na consciência, e não por inércia. Com mais poesia e menos necessidade de justificar tudo. Viver o “feliz ano” inteiro em cada minuto. Pensa que acontece.

Poesia é importante, assim como os dias ruins.
Romantizar as palavras e sorrir com o peito cheio de emoção. Tolo, mas cada dia mais necessário. Deixar escorrer a lágrima quando despertada com verdade. Gargalhar e chorar, ascender, acender e apagar.

Escuridão é importante, assim como os momentos ruins.
Velas que marcam os anos ruins com cicatrizes profundas, deixando o âmago da dor exposto para poder secar quando a luz voltar. E ela volta, como uma fagulha, um milésimo de segundo no tempo infinito do medo.

Acidentes são importantes, assim como os milésimos de vida: A verdade sobrepondo a importância do sofrer, as freadas bruscas e o choques contra os muros.
Choques são necessários para seguir em frente ou mudar o caminho.

Literal ou não, triste ou feliz, real ou não, melhor amar vivendo, sem fechar para balanço. Viver sendo. Esses momentos, essas pessoas.

Se é falando que me oriento da confusão, quero falar as palavras parar pessoas ouvirem. Elas que descartem se não quiserem usá-las.

Sobre Espontaneidade

•fevereiro 3, 2011 • 3 Comentários

Um ídolo:
Alto e magro, geralmente com uma camiseta engraçada. Óculos extravagante e uma risada característica. Humor ácido e onipresente.

É estranho todas as pessoas que eu considero ídolos serem de carne e osso e sorrisos simpáticos de bom dia, e não aqueles grossos que se escondem atrás de um livro ou uma música e nunca fazem uma piadinha sem graça pra você quando você acorda do lado contrário da cama e vai trabalhar emburrado.

Tive o prazer de conhecer um desses meus ídolos quando estagiei em uma agência. Ele era meu chefe e a pessoa que mais iluminava aquele lugar que não tinha ar condicionado. Era o tipo da pessoa que você inveja por estar sempre de bom humor e sorrindo. Nas poucas vezes que eu o vi preocupado com algum prazo ou com o render que não funcionava ele ainda conseguia sorrir e fazer uma piadinha sobre uma das muitas músicas estranhas (e ótimas!) que ele escutava. Estava sempre focado, mas com pelo menos +3 abas de conteúdos variados abertas no navegador. Sorria pra você e perguntava – realmente querendo saber – se você estava bem. E se você resolvesse mentir dizendo que sim ele logo arrastava a cadeira até sua mesa e insistia na pergunta até você dizer o que te afligia naquele dia.

Em um dia memorável, a entrada da minha linda cidade alagou e eu fui pra casa dele jogar videogame, beber cerveja e ter conversas sobre coisas supérfluas e que traduzem a alma e dá sentido à nossa vida. Dormi no sofá, com o celular marcado para despertar 10 minutos antes do horário de ir trabalhar. Acordei, comi um bolinho de queijo gelado e coloquei o tênis para ir ao trabalho. Ao levantar vi em cima de uma cadeira uma das camisetar engraçadas dobradas com um bilhete em cima: dizia basicamente “não queremos que você vá trabalhar parecendo um mendigo, certo? Certo. Então peguei minha maior camiseta, espero que sirva. Até daqui a pouco no trabalho!”. Nem preciso dizer que guardo esse bilhete até hoje.

Bom, nessa semana em que ele completa 24 primaveras eu me senti na obrigação de escrever isso e dizer que ele é um dos meus maiores exemplos. Digo em claro e bom som para todos que estão dispostos a ouvir que se pudesse ser outra pessoa, seria ele. Quando estou de mau humor penso em como ele me saudaria ao chegar ao trabalho e tento sorrir. Em momentos delicados penso o que ele faria e sempre tento agir com o maior carinho possível.

Pra terminar, deixo meus parabéns: Apesar de não nos vermos mais todo dia, te mantenho na minha vida sempre que acordo para tentar fazer um dia ser melhor que o anterior.

Café

•janeiro 11, 2011 • 2 Comentários

Ele mexia o café vagarosamente, sem se preocupar se estava quente ou frio, doce ou amargo. Estava de costas para a porta, somente esperando o barulho que indicaria que ela ia passar, sabendo que olharia, sorriria pedindo licença e pegaria um café. Girou a colherzinha de plástico mais uma vez e nem percebeu que derrubara algumas gotas de café na mesa e em sua camisa, manchando de marrom forte a madeira e o tecido claro.

“Oi, tudo bem? O café? Ah, ele ta como sempre, meio frio, mas eu gosto. Você gosta de café gelado? E de música clássica? Gosta de beijar na chuva, filmes românticos e passar a tarde toda conversando no sofá?”

Ouviu o barulho da porta e congelou por um momento. Será que era? Se virasse encontraria seu olhar e sorriria involuntariamente? Ela sorriria de volta e pediria licença, entre seus lindos lábios, para pegar o café? Ele diria algo, finalmente? A porta abriu e alguém passou.

Não era ela.

“Oi, o café tá sem açúcar ta? É? Eu também prefiro assim, puro. Você gosta de pão de queijo? E de dançar juntinho e ouvir música abraçados na cama?”

Tremeu um pouco a mão e percebeu que o café havia manchado a mesa a sua frente. Tentou limpar com um guardanapo, mas o café havia penetrado na madeira, adicionando mais uma gotícula marrom às outras, já plantadas lá antes, por pessoas desastradas. Percebeu que havia manchado a camisa e achou melhor voltar ao seu lugar. Virou distraído, deixando o café. Esbarrou em alguém.

“Desculpa….” ele falou sem olhar pra cima.

“Magina. Você esqueceu seu café”. Ela respondeu apontando. Ele corou e não conseguiu responder. A palavra simplesmente esqueceu como era ser pronunciada, tornando-se um amontoado de letras em ordem aleatória..

“…. …”

“Oi?”

“É…não…não era meu. Eu não tomo café.”

“Que pena, ia te chamar pra tomar um comigo. Bom, então até qualquer hora.” Disse passando por ele e apertando o botão ‘expresso’ na maquina vermelha. “À propósito, bonita camisa.”

Um ano, uma vida e um avesso.

•dezembro 14, 2010 • Deixe um comentário

Um ano e uma vida inteira pelo avesso.
(2010, o ano em que eu virei do avesso tantas vezes que nem sei mais quem eu sou.)

Principia ano, principia uma nova proposta e, por que não dizer, principia uma nova vida? Disposição para aprender com os erros e tornar o 10 em 9 mais um.  Mas nunca é como imaginamos…a vida tem a capacidade de pegar sua proposta de ano e destruir todas suas entradas, saídas e bandeiras.

Em um ano turbulento a vida virou do avesso mais vezes do que se imaginava possível, tornando a frase motriz para a pesquisa, dita nas primeiras horas, mais do que palavras: “Quem castiga nem é Deus, é os avessos.”

Castigos, lições e punhaladas no peito tiram seu chão e você nem percebe. Quando vê, não sabe mais quem é, nem quem ama, nem porque ama e nem o que é amar. Não sabe mais qual é o sistema de vida e morte e as toalhas de fim de semana estão todas rasgadas. Os conceitos de como mudar o mundo de cereja em cereja falham bem onde mais te fere: no peito transparente. E o coração te vira do avesso de tantas maneiras que toda a esperança é perdida.

A vida e o próprio amor vacilam e do labirinto não há mais saida que a neve.

Esse estado é tão avesso que não é possível ser traduzido em palavras. Nem após um dia cinza e uma noite salgada de lágrimas.

As lágrimas e a vida que foram esse 10 serviram para colocar mais fundo na pele uma certeza e determinação de que nunca se deve querer algo que não é libertação. Nem lirismo, nem palavras, nem o café de cada manhã.  “E se alguém duvida peço a quem corresponda que examine minha vontade e o peito transparente.”

Queria com todas as forças anunciar que disponho de cerejas escondidas, mas não posso. E é também impossivel concluir um texto que tem como proposta resumir o jogo triste que foi esse ano. Ano que virou todos os sentimentos do avesso e me fez não mais saber como é ter a eterna inocência de andar sobre os próprios pés sobre o elemento chão.

Prepotente, quero sempre cuspir sobre o chão e receber algo de volta da Terra, mas nunca esquecendo dessa bagagem avessa, eterna e infinita para esse mundo que tranforma nossa vida em uma maré que sempre nos leva para as águas do equívoco.

 

Pequenos Contos

•outubro 2, 2010 • Deixe um comentário

Pequeno conto II

Ele fumando um cigarro, ela tomando um sorvete. Ela passa, olha para ele até os olhos se encontrarem. Ele dá um trago despreocupado.
Ela termina o sorvete, joga o papel fora. Ele apaga o cigarro no tênis e coloca no lixo.
Eles entram no elevador juntos, sem se olhar. Ela aperta o 3, ele o 10.
Antes de descer do elevador ela olha para ele e sorri.

Pequenos Contos

•outubro 1, 2010 • Deixe um comentário

Pequeno conto I

Ela estava falando sobre a vida e reclamando da falta de amor enquanto ele tinha o olhar perdido nos carros que rareavam, apesar do horário de pico se aproximando.
Ela já havia percebido que ele não se importava muito, mas precisava falar.
Ele ouvia parcialmente, se perdendo em pensamentos.
Ela parou para ouvir uma resposta consoladora. Ele olhou para ela colocou a mão no bolso e disse: “Quer uma bala?”

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.